Cirurgia de Glaucoma

Dentro dos olhos, ocorre a produção de um líquido chamado humor aquoso. Esse líquido é de extrema importância para nutrir as células oculares, mas deve ser drenado e renovado constantemente. Quando existe uma falha na drenagem ou aumento na produção desse líquido, a pressão do olho aumenta. O continente (olho) não se expande no adulto. Se o conteúdo (humor aquoso) aumentar, haverá certamente aumento da pressão intraocular.

O diagnóstico precoce é a melhor forma de se precaver. A medida da pressão intraocular é extremamente importante durante a consulta com o oftalmologista. Mesmo crianças e adolescentes devem ter a pressão ocular medida.

Causas

O glaucoma é perigoso. Na maioria dos casos desenvolve-se lentamente, no decorrer de meses ou anos, sem ocasionar nenhum sintoma. O dano pode progredir com tanta lentidão que a pessoa não se dá conta da perda gradual da visão. Em geral, à visão vai piorando até que finalmente começa a afetar o próprio centro do campo visual e se estabelece a cegueira permanente.

Ainda tem dúvidas?

Envie suas perguntas para o
Dr. Ricardo Pereira

Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

{{data = '<p><b>Sintomas</b></p><p>Alguns pacientes poderão experimentar sintomas vagos, que são importantes avisos de que é necessário um exame ocular completo.</p><p>Esses sintomas podem compreender a necessidade de:</p><p>Trocar com frequência o grau dos óculos;<br/> Dificuldades para adaptar-se a ambientes escuros;<br/> Perda de visão lateral;<br/> Visão embaçada;<br/> Aparecimento de halos ou arco-íris ao redor das luzes (casos raros);<br/> Cefaleia (dor de cabeça) ou dor ocular intensa (casos raros).</p><p><b>As chances de ser portador de glaucoma aumentam com a idade:</b></p><p>Geralmente apresenta-se em pessoas com mais de 35 anos;</p><p> Uma em cada 50 pessoas com mais de 35 anos possui glaucoma*;<br/> Três em cada 100 com mais de 65 anos tem glaucoma*;<br/> Uma forma muito rara de glaucoma pode ocorrer em crianças pequenas.</p><p>*segundo a Sociedade Nacional de Prevenção de Cegueira dos E.U.A.</p><p>As pessoas com maior risco de desenvolver glaucoma devem fazer exame ocular com regularidade, realizado por oftalmologista.</p><p><img class=\"ta-insert-video\" src=\"https://img.youtube.com/vi/XW9lgezAS08/hqdefault.jpg\" ta-insert-video=\"https://www.youtube.com/embed/XW9lgezAS08\" contenteditable=\"false\" allowfullscreen=\"true\" frameborder=\"0\"/>​</p><p><b>Diagnóstico</b></p><p>1. O diagnóstico de glaucoma está baseado em três aspectos:<br/> Pressão intraocular elevada;<br/> Danos ao nervo óptico;<br/> Perda de campo visual, diagnosticado pelo exame denominado de campimetria.</p><p>2. No adulto, os tipos de glaucoma mais comuns, são:<br/> Glaucoma crônico simples. Também chamado de glaucoma de ângulo aberto.<br/> Glaucoma agudo. Também chamado de glaucoma de ângulo estreito ou fechado.</p><p>Os dois são completamente distintos, com diagnóstico e tratamento diferentes. O mais comum é o crônico simples, de ângulo aberto. Ele representa perto de 90% a 95% de todas as formas de glaucoma. Esse tipo é indolor e assintomático até sua fase mais tardia. O diagnóstico inicial só é possível durante as consultas com seu médico oftalmologista.</p><p><b>Tratamento</b></p><p><!--StartFragment--><span style=\"font-size: 13px;float: none;\">O tratamento do glaucoma</span> congênito é sempre cirúrgico e urgente. Quanto mais cedo detectado e tratado, melhor o prognóstico. </p><p></p><p>O tratamento do glaucoma crônico simples de ângulo aberto (mais comum), pode ser iniciado através de colírios que reduzem a pressão do olho, ou em casos mais avançados cirurgicamente, através de várias técnicas. </p><p></p><p><b>Pós Operatório</b></p><p>Para que a recuperação seja realizada da melhor maneira, o paciente deve seguir todas as instruções médicas, que mostrarão os passos que deverão ser levados em consideração, sendo que os mais comuns são:</p><p>Ficar de repouso, sem realizar atividades físicas;<br/> Comer adequadamente;<br/> Não mexer na área em que a cirurgia foi realizada;<br/> Aplicar todos os medicamentos indicados.</p><p>Quando todas essas ações são realizadas, a cirurgia de glaucoma e o tempo de recuperação tende a ser menores.</p>';''}}
Solicite uma ligação

Assim que recebermos
seu contato, ligaremos
para você

Dúvidas Frequentes
O objetivo do tratamento do glaucoma é preservar a visão e qualidade de vida do paciente. A obediência ao tratamento proposto pelo oftalmologista é importante, pois o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas tem controle. Seguramente os pacientes que não fazem o tratamento adequado evoluem para a cegueira.
São duas pressões distintas. A pressão arterial é a existente dentro dos vasos sanguíneos e a pressão intra-ocular é a existente dentro do olho.
A pressão intra-ocular é geralmente maior de manhã e diminui à tarde. Porém, este ciclo pode mudar de paciente para paciente. A pressão intra-ocular difere pouco nos dois olhos, mas o ideal é que ela esteja dentro dos limites da normalidade em ambos.
Estudos demonstram que a pressão intra-ocular normal é entre 10 e 21,5 mmHg, mas sabemos que cada paciente responde diferente a mesmos níveis de pressão. Há pacientes que apresentam glaucoma com pressão baixa e outros com pressão alta. Portanto, cada paciente tem a sua pressão ideal, que deve ser definida por seu oftalmologista.
O acompanhamento deve ser o mais individualizado possível e depende do paciente, da agressividade da doença e da fidelidade do paciente ao tratamento entre diversos outros fatores.
O tratamento ideal é aquele que melhor proporciona CONTROLE da doença, ou seja, ausência de progressão. Pode ser feito através de colírios, laser ou cirurgias.
O glaucoma não tem cura, mas tem controle. Por isso a importância do rígido cumprimento do tratamento.
Sim, qualquer um pode ter glaucoma, mas é mais comum em negros, em parentes de portadores de glaucoma, em idosos, portadores de alta miopia, usuários crônicos de colírios com corticóides, diabéticos.
Para isto você deve consultar seu oftalmologista regularmente. Durante a consulta, ele fará ou solicitará diversos exames que poderão diagnosticar o glaucoma, tais como: exame do fundo do olho, medida da pressão intra-ocular e exame de campo visual.
O glaucoma é uma doença ocular capaz de causar cegueira se não for tratada a tempo, pois 80% dos glaucomas não apresentam sintomas no início da doença. É uma doença crônica que não tem cura, mas, na maioria dos casos pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.

Agende agora mesmo um horário com o Dr. Ricardo Pereira


Cuide da sua visão e veja a Vida de forma Diferente! Prevenir é a melhor solução contra Imprevistos!